terça-feira, 22 de julho de 2008

Armação dos Búzios-Rj, em Parceria com a Educação, Avança na Prevenção à Dengue.


Escola João Guelo""EDUCAÇÃO COM CONSCIENTIZAÇÃO É TUDO!"

"Educação
se faz com Saúde e Saúde se faz com educação."


Como mostra abaixo, retatório, que sempre, ao final de cada trabalho ,
elaboramos e deixamos com as prin


cipais autoridades da nossa cidade, estivemos na Sexta feira, dia 1
1 do corrente, eu e a servidora Luzia, da Saúde Coletiva de Búzios, na escola Municipal João José de Carvalho(João Guelo), no bairro Cruzeiro/Rasa. Alí desenvolvemos junto aos alunos e professores,

diversas atividades, visando a conscientização para o controle da Dengue em








nosso Município. Não
poderíamos deixar de


mencionar todo o apoio que semp
re recebemos do nosso secretário Municipal de saúde, Dr andré Granado, bem como
, do diretor da Saúde Coletiva do município, Dr Sandro Caffaro, claro, também, toda equipe de profissionais colegas da Saúde e Educação, na pessoa da Secretária Senhora Norma Cristina. Obrigado à todos! Veja as fotos do evento!
Armação dos Búzios, 11 de Julho de 2008.
Relatório de Trabalho
Escola Municipal João José de Carvalho.(João Guelo)



No dia 11 do mês corrente, sexta feira, entre as 08h00min e 17: horas, eu e a Servidora Luzia, da saúde coletiva, estivemos representando a Secretaria Municipal de Saúde/ Saúde Coletiva e Vigilância Sanitária, na Escola Municipal João José de C
arvalho, (João Guelo), por solicitação daquela direção, desenvolvendo atividades de educação ambiental, voltadas para o controle da Dengue no Município.

Exibimos o vídeo da FIOCRUZ intitulado: “Aedes aegypti- Para Combatê-lo é preciso Conhecê-lo.” A servidora Luzia
nos ajudou grandemente, desenvo
lvendo a parte lúdica, com a roupa do mosquito Aedes aegypti, que tanto prendeu a atenção das crianças, professores e demais participantes, como emocionou a todos.





Desejamos esclarecer que o primeiro contato para o desenvolvimento dessa parceria entre Saúde/Escola, ocorreu por iniciativa da professora Solange, que já teria desenvolvido junto aos seus alunos, o projeto da Mosquitérica. (armadilha para o controle de mosquitos).


































Professora Solange, com alunos, já ao final da tarde, arborizando a escola, com muda de Caesalpinia echinata.( Planta Nativa Pau Brasil)
Durante o dia de atividades, pude visitar um protótipo de horta orgânica, aos fundos da instituição e diversos projetos que segundo a direção da escola modelo, pretende implementar


Existe, entretanto, acúmulo considerável de lixo nos arredores da escola e não observamos lixeiras padronizadas, o que estimularia o descarte irregular. Soubemos que a escola pretende estimular também, o conceito de cidadania e compromisso ambiental entre o alunado, por meio de projeto de coleta seletiva, o que por si só é muito positivo e educacionalmente enriquecedor.


Visando o item anterior, sugerimos que se dê ciência dos fatos, à Sub-Secretaria de Serviços públicos, para que se possível, haja colocação dos recipientes de resíduos sólidos no local. Outrossim, informamos que trabalhamos durante todo o dia com 19 turmas, 19 professores e 357 alunos, além de inúmeros pais e responsáveis.

Atenciosamente,



































































quarta-feira, 16 de julho de 2008

Coruja Buraqueira/Armação dos Búzios-Rj.

























CORUJA BURAQUEIRA



(Speotyto cunicularia)



.


A planície marinha, onde se situa a restinga, é o espaço surgido com o recuo do mar. Assim, o movimento das ondas foi deixando nas areias uma espécie de óleo ou substância glutinosa, como se fosse uma ligeira "argamassa" estabilizando as partículas de areia, criando uma forma de aderência ao mesmo tempo em que mantém a permeabilidade natural da praia.
Esse "óleo" produzido
pelo mar, é o resultado da decomposição dos restos animais e vegetais marinhos, que no período presente são despejados na orla compondo os nutrientes da cadeia alimentar da exuberante micro-fauna da praia.
Integrada nessa escala evolutiva do meio ambiente costeiro, a coruja buraqueira constrói seu ninho sob a areia da restinga, chegando a cavar em torno de um metro e meio de profundidade. A sua sobrevivência, bem como a dos seus filhotes, dependem da plena estabilidade do túnel que leva ao ninho que não pode desbarrancar... É necessário então que as paredes do túnel de areia estejam bem firme pela agregação dessa antiga substância deixada pelo mar, até o dia final da chocagem dos ovos e saída das corujinhas.


.





O ninho é construído sob o cordão arenoso, entre as ipomeas e gurirís, área onde também a coruja caça,
enquanto vigia sua loca.
Sua principal fonte de alimento nessa área e a lagartixa-de-areia (Liolaemus lutzae), espécie na lista oficial de extinção que habita a parte alta da praia junto aos ninhos.



.


O maior inimigo da coruja buraqueira é o homem, visto que, por ser uma ave de rapina, essa espécie quase não tem predadores naturais. Entretanto, o danoso trânsito de carros bugres sobre a vegetação da praia é o principal fator da destruição da coruja buraqueira, juntamente com outras espécies da fauna da praia que compõem a cadeia alimentar. Pois ao passarem sobre a "boca" dos ninhos, esses veículos soterram o túnel matando mãe e filhotes asfixiados debaixo da camada de areia em que se encontram.
A passagem de veículos pela areia da praia é ilegal. Compromete não só a segurança dos banhistas como depredam o meio ambiente, contrariando ainda as leis de trânsito. Principalmente por se tratar de área protegida pelo poder público, como a praia de Tucuns em Búzios, região dos lagos fluminense, local endêmico dessas aves e que precisamos proteger.


.


OUTROS DETALHES




Ao contrário a maioria das corujas o macho é ligeiramente maior que a fêmea e as fêmeas são normalmente mais escuras que os machos. A buraqueira é uma ave tímida, por isso vive em lugares sossegados, embora em Saquarema seja muito comum encontrá-las em plena praia de banhistas.
Durante o dia ela cochila em seu ninho ou toma sol nos galhos de árvores. Possui uma visão 100 vezes mais penetrante que a visão humana e uma ótima audição. Para enxergar alguma coisa ao seu lado ela tem que virar a cabeça, pois seus grandes olhos estão dispostos lado a lado e num mesmo plano. São aves principalmente crepusculares, sendo encontradas ao amanhecer ou entardecer pousadas ao longo das praias da região dos lagos.
A reprodução da coruja-buraqueira começa entre março ou abril. O casal se reveza cavando o buraco, usando os pés e o bico e por fim forra a cavidade do ninho com capim seco. Botam em média 7 a 9 ovos cuja incubação dura de 28 a 30 dias. Enquanto a fêmea fica chocando, o macho providencia a alimentação e a proteção para os futuros filhotes, vigiando permanentemente o ninho. Quando os filhotes estão com 14 dias podem ser vistos empoleirando a entrada da cova, esperando os pais que trarão a comida. Os filhotes saem do ninho com aproximadamente 45 dias quando começam a caçar insetos que são atraído ao redor do ninho pelo odor do estrume acumulado.

Fonte: Site www.adeja.org.br

Pequenas adaptações e nossa opinião Biólogo Carlos Simas

Nossa opinião: Os ecossistemas estão sendo destruídos, ou degradados, pela ação antrópica(homem ), por meio de ocupação desordenada, expansão imobiliária gananciosa, desmatamento criminoso, queimadas, retirada de areia, invasões, poluição por lixo e outros agentes químicos, como agrotóxicos, etc.etc,etc. Isso faz com que, haja mais calor, insetos doenças, menos pássaros, como as corujas buraqueiras, menos vida e quem sabe, menos nós! reaja favoravelmente enquanto é tempo: Salve o meio ambiente, salve a vida, visando essa e as futuras gerações. Viva sustentavelmente!

Biólogo Ambiental Carlos Simas

.



.




.


quarta-feira, 9 de julho de 2008

Ex-assessor diz que Saúde relaxou com a febre amarela


O ex-coordenador-geral de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde José Ricardo Pio Marins acusou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, e outros integrantes da cúpula da pasta de ignorar uma epidemia de febre amarela neste ano no País e possíveis casos urbanos da doença, além de uso de vacina que pode trazer riscos à população. Marins deixou o ministério no último dia 1º de junho, após solicitar exoneração por causa de pressões que teria sofrido por discordar das ações contra a doença, segundo afirma. De acordo com o técnico, desde janeiro, ele e sua equipe vinham alertando superiores, sem sucesso.

"É uma epidemia, porque epidemia é qualquer aumento anormal de uma doença. Houve desde o início negação de um evento cientificamente definido como epidemia e na seqüência foram desconsiderados dados que indicam risco de uma das vacinas", disse Marins.

A febre amarela silvestre é uma doença febril, com altos índices de letalidade, causada por vírus transmitido nas matas pelo mosquito Haemagogus. Quando há transmissão nas cidades pelo mosquito da dengue, o Aedes aegypti, há febre amarela urbana.

Marins formalizou as acusações em documento encaminhado recentemente ao Ministério Público Federal e ao Conselho Federal de Medicina. Nele, solicita avaliação ética e legal da atuação do ministro Temporão, do secretário de Vigilância em Saúde da pasta, Gerson Penna, e do diretor do Departamento de Vigilância Epidemiológica, Eduardo Hage.

Saúde desqualifica críticas - O diretor do Departamento de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, Eduardo Hage, disse considerar como 'divergência natural' os questionamentos feitos por seu ex-subordinado José Ricardo Pio Martins. Segundo o diretor, os questionamentos não foram levados ao ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que chegou a ir à televisão para negar que houvesse epidemia de febre amarela. "É natural que em situação de crise haja divergências", disse Hage. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Site Yahoo.

Nossa opinião: Pode até ser que, de fato, haja descontentamento do técnico, como diz o diretor do departamento de vigilância epidemiológica do ministério da saúde, Eduardo Hage, porém não acreditamos que seja inverídica ou de somenos importância, a problemática, de outra forma, o denunciante não teria tornado sua denúncia oficial, junto ao Ministério Público Federal e Conselho Federal de Medicina. Com a palavra, as autoridades competentes, pois uma epidemia de febre amarela urbana seria uma tragédia anunciada no país. Esperamos que mais uma vez, não se tente colocar tranca, após a porta ser arrombada.

terça-feira, 8 de julho de 2008

Entidade questiona no STF Lei Seca.

É lamentável que num país como o nosso, onde morrem milhares no trânsito e fora dele em decorrência de irresponsabilidade, por ingesta de bebidas alcoólicas, antes de dirigir, uma entidade possa questionar uma lei(11,705), que já nos primeiros dias de atuação, mostra ser eficaz na prevenção de tantas mortes, mutilações, destruição de lares etc, etc, etc. A Abrasel, por representar a indústria de bebidas alcoólicas, só poderia fazer lobby, de fato, para o seu seguimento ganacioso, custe, quantas vidas custarem. Nós que somos responsáveis, devemos lutar pela vida, ou seja, a manutenção da lei seca. Portanto, solicitamos ao STF, no mesmo dia em que a referida entidade (se assim pode ser chamada), deu entrada em ação de inconstitucionalidade(adin), à manutenção da lei, como se pode se observar, na resposta do Supremo Tribunal Federal abaixo. Faça o mesmo, se reporte ao STF, valorize a vida, pois amanha, pode estar em risco a sua e da sua família.

Data: Tue, 8 Jul 2008 08:16:34 -0300
De: Central do Cidadão

Para: biologocarlossimas@click21.com.br

Assunto: : RES: Mensagem nº 24104 - Sugestão



Prezado Senhor Carlos Alberto,

Confirmamos o recebimento da sua mensagem.

Agradecemos o seu contato, em nome de Sua Excelência o Ministro Gilmar Mendes, Presidente do Supremo Tribunal Federal.

Atenciosamente,


Supremo Tribunal Federal
Central do Cidadão
Edifício Sede - sala 309 - Brasília (DF) – 70175-900
( (55-61) 3217-4756
* cidadao@stf.gov.br



________________________________________
De: biologocarlossimas@click21.com.br [mailto:biologocarlossimas@click21.com.br]
Enviada em: sexta-feira, 4 de julho de 2008 20:52
Para:
Central do CidadãoAssunto: Mensagem nº 24104 - Sugestão
Nome: Carlos Alberto Simas Borges
E-mail: biologocarlossimas@click21.com.br
Telefone:
Mensagem: Na oportunidade desejo me congratular com esta suprema casa judiciária e sugerir a manutenção da lei seca(lei 11.705) em virtude do imediato efeito suspensivo de acidentes nas estradas do país, já nos primeiros dias de atuação da lei, como mostra estatísticas de acidentes, nos hospitais públicos. Só a ABRASEL, como demais fomentadores da ganância econômica, não se comovem com leis que melhoram o Brasil. Parabéns excelentíssimos Senhores ministros e autoridades envolvidas no assunto. Biólogo Ambiental Carlos Simas /Armação dos Búzios-Rj. www.biologocarlossimas.blogspot.com







domingo, 6 de julho de 2008

Melancia pode ser 'Viagra natural', afirma cientista.

Citrullus lanatus

Ingrediente da fruta teria o mesmo efeito que o remédio aos vasos sangüíneos.

A melancia pode ter um efeito semelhante ao Viagra, segundo um cientista da universidade de Texas A&M, nos Estados Unidos.

Bhimu Patil, diretor do Fruit and Vegetable Improvement Center (Centro de Aprimoramento de Frutas e Vegetais) da universidade, afirma que a melancia tem ingredientes que produzem efeitos nos vasos sangüíneos semelhantes aos do Viagra e podem também aumentar a libido.

"Quanto mais nós estudamos a melancia, mais nós percebemos o quanto essa fruta é maravilhosa em fornecer fortificantes ao corpo humano", diz Patil em uma reportagem publicada no site de divulgação do Programa de Agricultura da Universidade, Agnews.

"Nós sempre soubemos que a melancia é boa para a saúde, mas a lista dos benefícios da fruta cresce a cada novo estudo."

Os ingredientes benéficos à saúde encontrados em frutas e legumes em geral são conhecidos como fitonutrientes. Na melancia, são encontrados fitonutrientes como o licopeno e o betacaroteno.

Mas o fitonutriente presente na melancia que tem atraído a atenção dos cientistas é a citrulina, que tem a habilidade de relaxar os vasos sangüíneos, da mesma forma que o Viagra o faz.

Quando a melancia é consumida, a citrulina é convertida em arginina por enzimas.

"A arginina estimula a produção de ácido nítrico, que relaxa os vasos, o mesmo efeito básico que o Viagra tem para tratar a impotência e até mesmo preveni-la", afirma Patil.

Os cientistas reconhecem que a impotência pode ser causada também por problemas psicológicos, mas afirmam que uma quantidade extra de ácido nítrico pode ajudar aqueles que precisam de um maior fluxo sangüíneo, o que também é útil no tratamento de problemas cardiovasculares.

"A melancia pode não ser tão direcionada ao órgão em questão como o Viagra, mas é uma ótima maneira de relaxar os vasos sangüíneas sem nenhum efeito colateral", afirma Patil.

A citrulina, precursora da arginina, é encontrada em maior concentração na casca da melancia do que na polpa. Como a casca não é normalmente ingerida, dois outros cientistas do Fruit and Vegetable Improvement Center tentam desenvolver novas variedades de melancia com maior concentração de citrulina na polpa.

Características

A planta é rasteira e anual, com folhas triangulares e trilobuladas e flores pequenas e amareladas, gerando um fruto arredondado ou alongado, de polpa vermelha, suculenta e doce, com alto teor de água (Cerca de 90%) e diâmetro variável entre 25 e 75cm. A casca é verde e lustrosa, com estrias de verde-escuro no sentido do comprimento.

Sua composição, além do alto teor de água, inclui açúcar, vitaminas do complexo B e sais minerais, como cálcio, fósforo e ferro.

Propriedades

Algumas propriedades medicinais são atribuídas aos seus constituintes.

O suco das sementes é considerado vermífugo e diurético leve.

A outras partes são atribuídas propriedades na cura de erizipela, febre e infecções de vias urinárias.

Uma de suas maiores qualidades alem ser refrescante, devido a grande quantidade de líquido, faz bem ao sangue, e em razão disso, deve-se comê-la antes ou no intervalo das refeições e, nunca após, pois isto pode provocar digestão mais lenta pela enorme quantidade de água que contém.

Suas sementes, torradas e aplicadas sobre qualquer ferida acalmam a dor. A melancia também é refrescante estomacal e, com um pouco de mel e limão, pode ser usada contra resfriados, catarros, excesso de bilis e o gosto amargo da boca.

Conserva-se em geladeira por 2 a 3 semanas.

Seu período de safra é de novembro a junho.

Valor nutricional

Tem propriedades hidratantes (contém cerca de 90% de água). Além disso, possui também açúcar, vitaminas do Complexo B e sais minerais, como cálcio, fósforo e ferro.

Alergia

Devido ao fato de conter o aminoácido citrulina, deve ser evitado por pessoas que possuam artrite reumatóide e uma doença genética chamada citrulinemia.

Fonte: G1/Wikipédia a Enciclopédia Livre.

quarta-feira, 2 de julho de 2008

OMS: Gerenciamento da água evitaria 10% do 'fardo' das doenças

Menino afegão bebe água diretamente de rio em Kandahar


Um relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgado nesta quinta-feira afirma que 10% dos problemas gerados por doenças no mundo todo poderiam ser evitados com um melhor gerenciamento da água - com melhorias no sistema de fornecimento de água potável, mais saneamento e higiene.

"Um décimo do fardo global gerado por doenças pode ser evitado ao alcançarmos melhoramentos na forma como gerenciamos a água", escreveu Maria Neira, diretora do setor de Saúde Pública e Desenvolvimento da OMS, no prefácio do documento Safer Water for Better Health ("Água Segura para uma Saúde Melhor", em tradução livre).

"Já foi provado que soluções sustentáveis e com boa relação de custo podem diminuir este fardo."

"São necessárias ações para garantir que (estas soluções) sejam implementadas e sustentadas no mundo todo e, especialmente, para o benefício da população mais afetada - crianças nos países em desenvolvimento", acrescentou.

Doenças

No caso da diarréia, segundo o relatório da OMS, 88% dos casos no mundo todo podem ser atribuídos à água não potável, ao saneamento inadequado ou à higiene insuficiente.

Estes casos resultam em 1,5 milhões de mortes a cada ano, a maioria delas de crianças. Segundo a OMS, na categoria diarréia estão incluídas doenças mais graves como cólera, tifóide e disenteria.

A organização também afirma em seu relatório que o peso abaixo do normal na infância causa cerca de 35% de todas as mortes de crianças abaixo de cinco anos no mundo todo.

Segundo a OMS estima-se que 50% destes casos de desnutrição ou peso abaixo do normal estão relacionados a casos repetidos de diarréia ou infecções intestinais causadas por parasitas, como resultado de saneamento inadequado ou higiene insuficiente.

O número total de mortes causadas direta e indiretamente por desnutrição induzida por esses fatores chega a 860 mil por ano em crianças com menos de cinco anos.

Segundo o levantamento feito pela OMS em 192 países, no Brasil as mortes causadas por problemas relacionados à água, saneamento e higiene chegaram a 28,7 a cada mil, 2,3% do total de mortes no país em 2002.

No Iraque, por exemplo, a população é menor, então o número de mortes é de 22,8 em cada mil, 10,7% do total de mortes no país.

No Canadá, foi registrada 0,5 morte a cada mil, um índice de 0,2% do total de mortes no país em 2002.


Fonte: Site BBC Brasil


Nossa opinião: Por essa matéria, podemos deduzir facilmente, o quanto cada governante em nosso país, economizaria aos cofres públicos, bem como, quantos milhares de preciosas vidas seriam salvas, pelo simples fato de se possuir água de qualidade, esgoto e lixo domiciliar tratado, enfim, saneamento básico à população. Fala-se muito aqui no Brasil do PAC, (plano de Aceleração do crescimento), como instrumento capaz de trazer grandes melhorias aos municípios, neste sentido. Governantes acordem: água tratada e saneamento básico é um ótimo investimento econômico, social e político.