sábado, 6 de dezembro de 2008

Berinjela-Alimento Funcional Fantástico! Você Sabia?


Introdução:


O fato de não aparecer em banco de dados e não ser reconhecido pelo Ministério da Saúde, não quer dizer que o alimento não tenha uma ação funcional, uma vez que hoje temos mais de 124 princípios ativos totalmente conhecidos e comprovados laboratorialmente e nossa ANVISA, reconhece apenas 20. Discussões a parte sobre princípios e metodologias, podemos dizer que, caímos com isso em uma enorme “pirataria genética”, e nossas fontes naturais estão sendo ridiculamente, patenteadas por outros paises. Porém como a esperança é a ultima que morre, temos fé que um dia o Brasil aprenderá a utilizar este verdadeiro tesouro de biodiversidade que possuímos.Um dia deixaremos de importar de paises europeus medicamentos com principio ativo tropical.Caros Nutrólogos, leiam o trabalho de pesquisa feito na Unicamp e tirem suas conclusões sobre a malfadada Berinjela.

2-Tabela Nutricional
Berinjela, crua
Nome científico: Solanum malongena
Nutrientes Unidade Valor por 100 g
Relacionados
Água g 92.410004
Calorias kcal 24
Proteínas g 1.01
Lípides totais (gordura) g 0.19
Carboidratos, por diferença g 5.7
Fibra total dietética g 3.4
Cinzas g 0.7
Minerais
Cálcio, Ca mg 9
Ferro, Fe mg 0.24
Magnésio, Mg mg 14
Fósforo, P mg 25
Potássio, K mg 230
Sódio, Na mg 2
Zico, Zn mg 0.16
Cobre, Cu mg 0.082
Manganês, Mn mg 0.25
Selênio, Se mcg 0.3
Vitaminas
Vitamina C, ácido ascórbico total mg 2.2
Tiamina mg 0.039
Riboflavina mg 0.037
Niacina mg 0.649
Ácido pantotênico mg 0.281
Vitamina B6 mg 0.084
Folato total mcg 22
Vitamina B12 mcg 0
Vitamina A UI 27
Vitamina A, RAE mcg_RAE 1
Lípides
Ácidos graxos, total saturados g 0.034
Ácidos graxos, total mono-insaturados g 0.016
Ácidos graxos, total poli-insaturados g 0.076
Colesterol mg 0


Fonte: USDA Nutrient Database for Standard Reference
3- Fitoquímicos
Na última década, os fitoquímicos -- compostos bioativos presentes naturalmente nas frutas e vegetais -- vêm sendo largamente estudados pela ação protetora e antioxidante que desempenham. São vários os estudos epidemiológicos que mostram a relação inversa entre o consumo de uma alimentação rica em frutas e vegetais e a ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis.Dentre os vários fitoquímicos, a antocianina, pigmento responsável pela coloração preta, vermelha, púrpura e azulada de diversos alimentos, presente na casca da berinjela, vem sendo associado à redução da oxidação da LDL - Colesterol, prevenção da agregação plaquetária, do câncer e de infecções do trato urinário (AMERICAN DIETETIC ASSOCIATION, 2003). Estudos clínicos in vivo mostraram que para ocorrer adequada absorção, metabolismo e efeito antioxidante da antocianina, a dieta deve conter níveis relativamente altos deste fitoquímico (PRIOR, 2003).Glicoalcalanóides, presentes na berinjela, são transformados em creme medicinal e utilizados no tratamento de câncer de pele -- carcinoma celular basal (CARPER, 1995). Alem disso apresenta na sua composição: Ácido ferrúlico, licopeno, ácido linoleico, hidroxitriptamina, cálcio, fósforo,ferro, Vitaminas do complexo B, etc.

4-Trabalho Científico
Efeito da Berinjela sobre os Lípides Plasmáticos, a Peroxidação Lipídica e a Reversão da Disfunção Endotelial na Hipercolesterolemia Experimental

AUTORES:
Dr.Paulo Afonso Ribeiro Jorge, Dra. Lidia C. Neyra, Dra. Regina M. Osaki, Dr.Eros de Almeida,Prof.Dra. Neura Bragagnolo ,FEA-Unicamp,Campinas, SP

OBJETIVO:
Estudar o efeito do suco da berinjela sobre os lípides plasmáticos, o colesterol tecidual, a peroxidação lipídica das LDL nativas, oxidadas e da parede arterial e o relaxamento dependente do endotélio, em coelhos hipercolesterolêmicos.

MÉTODOS:
Coelhos foram separados em grupos controle (GC), hipercolesterolêmico (GH) e berinjela (GB), (n=10). Os animais do GC foram alimentados com ração normal, o GH e o GB com ração acrescentada de colesterol (0,5%) e gordura de babaçu (10%) durante 30 dias. Ao GB acrescentou-se suco de berinjela, nos últimos 15 dias do experimento. Os lípides plasmáticos foram medidos através de kits enzimáticos, a peroxidação lipídica pela dosagem do malondialdeído (MDA) e o relaxamento dependente do endotélio, por curvas de concentração efeito pela acetilcolina e nitroprussiato.

RESULTADOS:
O peso dos animais foi menor no GB em relação ao GC e GH (p<0,05).>

Fonte: Unicamp/Campinas

Um comentário:

Anônimo disse...

Consegui achar o artigo conforme a sua dica. Obrigada! Gostaria de saber se você tem notícia do trabalho que o Dr. Paulo Afonso Ribeiro Jorge estava desenvolvendo sobre a eficiência do suco de berinjela em humanos, não achei nada. Mais uma vez obrigada!!