terça-feira, 28 de abril de 2009

Vírus da gripe suína-Influenza

Imagem: Monika Barth/ Fiocruz
Vírus influenza

Perguntas e Respostas Influenza Suína


Perguntas e respostas:


1. O que é influenza suína e como é transmitida?

2. Há caso de Influenza Suína no Brasil?
3. Quais os sintomas?
4. O que fazer caso o viajante de vôos internacionais apresente sintomas?
5. Quais recomendações do Ministério da Saúde para os viajantes internacionais?
- Procedentes de áreas afetadas
- Que se destinam às áreas afetadas
6. Quais as medidas que estão sendo tomadas nos aeroportos?
7. Há uma vacina que possa proteger a população humana contra essa doença?
8. Há tratamento para Influenza Suína?
9. É seguro comer carne de porco e produtos derivados?
10. Quais sites internacionais disponíveis?



1. O que é influenza suína e como é transmitida?


É uma doença respiratória aguda altamente contagiosa que normalmente acomete porcos, porém recentemente sofreu mutações e passou a ser transmitida de pessoa a pessoa.

Assim como a gripe comum, a influenza suína é transmitida, principalmente, por meio de tosse, espirro e de secreções respiratórias de pessoas infectadas.


2. Há casos de Influenza Suína no Brasil?

Até o momento, não há evidências da circulação do vírus da influenza suína em humanos no Brasil.


3. Quais os sintomas de casos suspeitos de Influenza Suína?


Pessoas procedentes do México e de áreas afetadas dos Estados Unidos e Canadá, nos últimos 10 dias, devem ficar alerta para os principais sintomas:

- febre alta repentina (superior a 38ºC) acompanhada de tosse e/ou dores de cabeça, musculares e nas articulações.

4. O que o viajante de voos internacionais deve fazer se apresentar os sintomas?


Devem procurar a unidade de saúde mais próxima. Se estiverem nos aeroportos, procurar o posto da Anvisa. Não devem tomar medicamentos sem a indicação médica.




5. Quais recomendações do Ministério da Saúde para os viajantes internacionais?

Aos viajantes que se destinam às áreas afetadas:
• Usar máscaras cirúrgicas descartáveis, durante toda a permanência nas áreas
afetadas. Substituir sempre que necessário.
• Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com um lenço, preferencialmente
descartável.
• Evitar locais com aglomeração de pessoas.
• Evitar o contato direto com pessoas doentes.
• Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal.
• Evitar tocar olhos, nariz ou boca.
• Lavar as mãos freqüentemente com sabão e água, especialmente depois de tossir
ou espirrar.
• Em caso de adoecimento, procurar assistência médica e informar história de contato
com doentes e roteiro de viagens recentes a esses países.
• Não usar medicamentos sem orientação médica.
Atenção! Todos os viajantes devem ficar atentos também às medidas preventivas
recomendadas pelas autoridades nacionais das áreas afetadas.
b) Aos viajantes que estão voltando de áreas afetadas:

Viajantes (que estiveram em áreas afetadas nos últimos 10 dias), procedentes nos últimos 10 dias, do México ou das áreas afetadas dos EUA
e do Canadá e que apresentem o seguinte quadro clínico: febre alta repentina, superior a 38ºC,
acompanhada de tosse e/ou dores de cabeça, musculares e nas articulações, devem:
• Procurar assistência médica na unidade de saúde mais próxima.
• Informar ao profissional de saúde o seu roteiro de viagem.

6.Quais as medidas que estão sendo tomadas?

Todas as Secretarias Estaduais de Saúde foram acionadas para intensificar o

processo de monitoramento e detecção oportuna de casos suspeitos de doenças
respiratórias agudas.
O Ministério da Saúde e as Secretarias de Saúde possuem um Plano de preparação para enfrentamento de pandemia, o qual estabelece as diretrizes e as ações dos governos para enfrentar essas emergências de saúde pública.
Durante o vôo, todos os passageiros que desembarcam no Brasil devem preencher,
obrigatoriamente, a Declaração de Bagagem Acompanhada (DBA), este documento
é retido pela ANVISA e atua como fonte de informações para eventual busca de
contatos se for detectado caso suspeito na mesma aeronave.
Todas as providências estão sendo adotadas para que as tripulações das aeronaves
orientem os passageiros, ainda durante o vôo, sobre sinais e sintomas da influenza
suína. Adicionalmente, a tripulação solicitará que passageiros com esses sintomas
se identifiquem à tripulação.
Ao desembarcar, os viajantes procedentes das áreas afetadas, receberão folder
educativo com informações, em português, inglês e espanhol, sobre os sinais e
sintomas, medidas de proteção e higiene e orientações para procurar assistência
médica. Complementarmente, a Infraero veiculará, nesses aeroportos, informe
sonoro.

7. Há uma vacina que possa proteger a população humana contra essa doença?

Não existe vacina contra esse novo subtipo de vírus de influenza suína, responsável
por essa Emergência de Saúde Pública.

8. Há tratamento para Influenza Suína no Brasil?

Sim. Serão indicados pelo profissional de saúde após a confirmação do diagnóstico laboratorial. Não é indicado tomar medicamento sem indicação médica.

9. É seguro comer carne de porco e produtos derivados?

Sim. Segundo o Ministério da Agricultura, não há registro de transmissão da influenza suína para pessoas por meio da ingestão de carne de porco. O vírus da influenza suína não resiste a altas temperaturas (70ºC).


5. Mais informações:

WWW.saude.gov.br

No site da Organização Mundial da Saúde (em inglês) - http://www.who.int/csr/disease/swineflu/en/index.html
No site da Organização Pan-americana de Saúde (em espanhol)
http://new.paho.org/hq/index.php?lang=es

Em tempo: Queremos desejar, no dia de hoje, 28 de abril, dia da EDUCAÇÃO, MUITA FORÇA, CONGRATULAÇÕES E PARABÉNS, àqueles que militam incansavelmente, a favor, da melhoria da qualidade da educação em nosso país. À todos vocês, nosso abraço carinhoso, e muito obrigado!


quarta-feira, 22 de abril de 2009

Ministros do STF Batem Boca em Plena Sessão.



Na sessão desta quarta feira, dia 22/04, os ministros do STF, presidente Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa, bateram boca diante das câmeras de tv, acusando-se mutuamente. Isso é grave, tendo em vista, que se trata da mais alta côrte de justiça do país. Se essas autoridades se mostram agressoras e agressivas entre si publicamente, seria difícil imaginar o porquê da tamanha violência, uma verdadeira epidemia, entre cidadãos comuns no Brasil? Será que os dois, não tem nada para fazer mais importante, que brigar em público? Será que diante desse infeliz evento, ainda se consideram aptos, a julgar agressores e transgressores da lei? Enfim, ministros, a população lhes paga para dar bons exemplos, fazer justiça e não dar mau exemplo, fazendo guerra na soberana casa judiciária brasileira. Isso é uma vergonha e um desserviço à nação brasileira. NÃO TEM NADA DE DEMOCRACIA NISSO!


domingo, 19 de abril de 2009

Parceiros Científicos Nos Alimentos Sanavita

www.saudeevidanatura.com.br
 
A qualificação e o compromisso de nossos parceiros na aprovação científica dos produtos Sanavita contribuem na garantia de um padrão superior, do início do desenvolvimento e fabricação de nossos alimentos até as mãos do consumidor final. As análises nutricionais e químicas que atestam a qualidade dos nutrientes e componentes ativos naturais de nossos produtos são realizadas nos mais avançados laboratórios do Brasil e do mundo. Entre outras universidades, pesquisadores e instituições que estão ligadas a projetos científicos desenvolvidos com a Sanavita estão a ESALQ-USP, o HC-FMUSP e a FUGESP. Sanavita/Saúde & Vida Natura Alimentos funcionais na prevenção e controle de doenças Dra. Andrea Dario Frias * Vários fatores tem sido relacionados ao aparecimento de doenças no organismo humano, dentre eles, a herança familiar, o fumo, o sedentarismo e o stress. Entretanto, a alimentação é talvez uns dos mais importantes, havendo uma estreita relação 

(Farinha de Linhaça Dourada-Enriquecida com ômega3)

entre o alimento que nós comemos e a nossa saúde. Os maus hábitos alimentares como o excessivo consumo de gorduras, principalmente saturadas, excessivo consumo de açúcar e sal e, ainda, o baixo consumo de amido e fibras dietéticas tem originado elevada incidência de doenças crônico degenerativas entre as pessoas, especialmente doenças cardiovasculares, câncer, diabetes e obesidade. Atualmente, essas doenças são responsáveis por cerca de 70-80% da mortalidade nos países desenvolvidos. Como exemplo da importância do papel da dieta na nossa vida podemos citar o fato de 1/3 dos casos de câncer estarem relacionados aos maus hábitos alimentares e que os mesmos são responsáveis por 90% dos casos de obesidade. Mas não é só isso. Estima-se hoje também que mais de 30% da população brasileira apresenta altos níveis de colesterol (>200mg/dL), sendo que taxas acima de 240mg/dL aumentam em duas vezes o risco de se sofrer um ataque cardíaco. Além da relação com as doenças crônicas, há fortes evidências também do papel da dieta em melhorar a performance mental e física, retardar o processo de envelhecimento, auxiliar na perda de peso, na resistência às doenças (melhora do sistema imunológico), entre outros. Por todos esses motivos, a frase \"Let food be the medicine and medicine be the food\" (que resumidamente quer dizer faça do alimento o seu medicamento) exposta por Hipócrates a cerca de 2500 anos atrás, está recebendo interesse renovado. Mais do que nunca as pesquisas e os estudos estão mostrando o quanto é importante o papel de certos alimentos na nossa vida. Orientar as pessoas a comerem o alimento mais adequado e em quantidades adequadas tem sido uma constante em vários trabalhos científicos. O papel dos alimentos funcionais O fato de que os alimentos podem influenciar a saúde e o comportamento das pessoas, está cada vez mais claro neste final de século. Além de fornecer uma fonte de calorias e nutrientes para nosso organismo, nos últimos 10 anos alguns alimentos tem ganhado uma dimensão extra. Além de satisfazer nossas necessidades nutricionais básicas, alguns alimentos podem apresentar um benefício fisiológico adicional, que geralmente é determinado pela presença de componentes ativos. Esses componentes ativos ao atuarem sobre nossos sistemas imunológico, endócrino, nervoso, circulatório e digestivo, contribuem para a manutenção da nossa saúde e prevenção de uma ampla gama de doenças. Esses alimentos recebem hoje a designação de \"alimentos funcionais\". Os alimentos funcionais são geralmente classificados desta forma: 1. Alimentos in natura. Vários alimentos naturais são hoje considerados importantes na prevenção e controle de doenças. Como exemplo podemos citar: • soja (componente ativo = isoflavonas) • tomate (componente ativo = licopeno) • crucíferas: brócolis, couve flor, repolho, etc. (componente ativo = glicosinolatos) - alho (componente ativo = alicina) • aveia (componente ativo = b - glucana) • peixes, óleos de peixes e certas algas marinhas (componente ativo = ômega-3) 2. Alimentos processados sem adição de ingredientes funcionais. Alimentos processados pela indústria com o próprio alimento in natura que contém componentes ativos e é considerado funcional. Exemplos: • cereais de farelo de aveia (ricos em b - glucana) • alimentos a base de soja, carne de soja, tofu, tempeh, etc (ricos em isoflavonas) • molho de tomate, suco de tomate, etc (ricos em licopeno) 3. Alimentos processados com adição de ingredientes funcionais. Alimentos processados pela indústria onde são adicionados componentes ativos de outros alimentos funcionais. Exemplos: • leites e iogurtes enriquecidos com ômega-3 existente em peixes e algas • margarinas enriquecidas com fibras existente em cereais, gomas, etc. O papel dos consumidores É consenso hoje que a maioria das pessoas gostariam de consumir dietas mais saudáveis, mas muitos, entretanto, querem fazer isso sem mudar seus padrões alimentares. Por isso é que atualmente observamos no mercado uma grande quantidade de alimentos com características nutricionais alteradas, mas com atributos sensoriais sem mudanças. Um exemplo disto são os produtos \"light\" (com menos gordura) e alimentos fortificados (enriquecidos com vitaminas e minerais). O interesse por uma alimentação mais saudável por parte dos consumidores vem crescendo ano a ano. É cada vez maior o número de pessoas que acreditam que os alimentos podem ter um impacto importante em sua saúde. Por isso, o maior desafio dos pesquisadores e da indústria de alimentos funcionais é proporcionar conhecimento aos consumidores acerca de tais alimentos específicos. Embora o consumidor esteja mais informado hoje em dia sobre a importância da alimentação em suas vidas, eles não sabem exatamente como os alimentos funcionais diferem dos outros produtos convencionais, o que eles podem oferecer para sua saúde ou que estes produtos podem ser consumidos como parte de suas dietas sem haver a necessidade de supervisão médica. Os pesquisadores e a própria indústria alimentícia têm intensificado a pesquisa e produção de alimentos funcionais pelas seguintes razões: - Os consumidores querem prevenir, preferencialmente do que curar doenças; - Os consumidores querem diminuir os gastos médicos; - Os consumidores estão mais cientes da ligação entre saúde e nutrição; - Os consumidores querem envelhecer com saúde (qualidade de vida); - Os consumidores querem neutralizar os danos que o meio ambiente causa como poluição, microorganismos e químicos na água, ar e alimentos; - As evidências científicas sobre a eficiência dos alimentos funcionais estão cada vez mais crescentes. O papel da indústria de alimentos A indústria de alimentos tem desenvolvido e introduzido um grande número de produtos alimentares que, de um modo ou de outro, são supostamente mais saudáveis e mais nutritivos do que os produtos alimentares convencionais. Entretanto, em muitos casos é preciso ter cuidado. Muitos alimentos que estão chegando às prateleiras dos supermercados com várias alegações de saúde (por exemplo, que ajuda no controle do colesterol) muitas vezes não se prestam para tal. Precisamos ficar mais atentos e informados para podermos discernir o bom alimento funcional daquele que simplesmente contém o componente ativo em tão pequena quantidade, que muitas vezes o consumidor precisará consumir litros ou quilos do alimento para usufruir dos seus benefícios. Portanto, o papel da indústria alimentícia hoje, diante de tão grande expectativa por parte das pessoas, é tornar acessível a todas elas alimentos que quando consumidos em pequenas quantidades tragam benefícios à sua saúde. Ao mesmo tempo, essa mesma indústria que produz e comercializa deve investir parte de seu capital em pesquisa, de forma que todos atributos de efeitos ou propriedades benéficas alegados no rótulo possam ser realmente demonstrados. Não tenho dúvidas que quando isso ocorrer, o que veremos nas prateleiras serão alimentos sérios, que realmente cumprem o que alegam no rótulo. A partir de então, mesmo pagando mais caro pelo alimento funcional em questão, o consumidor poderá ter a certeza de que não está sendo enganado, ao contrário, só estará trazendo benefícios a sua saúde. Com a conscientização de todos, indústria e consumidores, o futuro do nosso país será um batalhão de pessoas saudáveis, livres do câncer e de outras doenças que nos aterrorizam neste início de século. 

* Dra Andréa Dario Frias é pesquisadora e coordenadora do Centro de Pesquisa Sanavita

Fonte: Site Sanavita
www.saudeevidanatura.com.br

sábado, 18 de abril de 2009

Ciência e Saude.

últimas de ciência e saúde

  1. SEX,17/4/2009
  2. 16h54

    Groenlândia

    EUA declaram gases-estufa como maléficos à saúde humana

    Agência de proteção ambiental americana apresentou conclusões. Ação permitirá a criação de legislação específica para regular emissões.

  3. 15h34

    Médico aplaude decisão do Senado de equipar local com desfibriladores

    Congressistas foram criticados por suposto excesso de aparelhos. Uso da técnica aumenta muito as chances de salvar pacientes.

  4. 12h09

    Canguruzinhos

    Filhotes gêmeos são filmados dentro da bolsa de mãe-canguru

    Tratadora colocou minicâmera no dedo para fazer imagens. Bebês devem sair do marsúpio no verão do hemisfério Norte.

  5. 12h04

    anaboliza

    Adolescentes seguem internados após uso de anabolizante veterinário

    Médico diz que eles teriam usado anabolizante para cavalos em Goiás. Polícia investiga qual a origem do medicamento e como foi comprado.

  6. 11h51

    Galáxias

    Astrônomos revelam maior colisão entre galáxias já registrada

    Conjunto de telescópios observou pancada a 5,4 bilhões de anos-luz daqui. Imagens podem ajudar a entender evolução de estruturas do Universo.

  7. 11h21

    HIV

    Pesquisa sugere novo padrão para iniciar tratamento contra o HIV

    Especialistas recomendam uso de remédios em fase mais precoce da Aids. Recomendação dificilmente será seguida em países africanos afetados.

  8. 11h05

    Impostos

    Animais também têm o hábito de 'pagar impostos', afirmam pesquisadores

    Macacos, aves e até morcegos-vampiros contribuem para o bem comum. Sociedades humanas 'primitivas' podem ser muito rigorosas nesse sentido.

  9. 10h42

    Tireoide

    Médicos debatem se todas as grávidas devem examinar a tireoide

    Análise pode ajudar a evitar problemas congênitos em bebês. No entanto, falta de precisão é obstáculo, dizem especialistas.

  10. 07h00

    Samambaia

    Cientistas descobrem plantas terrestres mais antigas do mundo

    Esporos achados na Arábia Saudita têm em torno de 445 milhões de anos. Morfologia indica que eles pertenciam aos chamados vegetais vasculares.

  11. 06h00

    Geleira com seres

    Micróbios na Antártida aumentam chances de encontrar vida extraterrestre

    Criaturas formaram ecossistema debaixo de quase 500 m de gelo. Água em que vivem é extremamente salgada e sem oxigênio algum.

» todas as notícias

Fonte G1 o Portal de Notícias da Globo.

www.saudeevidanatura.com.br



quinta-feira, 16 de abril de 2009

Novo exame para detectar dengue está em fase de testes



Pesquisadores do Ministério da Saúde prometem mais rapidez no diagnóstico da dengue.
Está sendo desenvolvida por pesquisadores do Ministério da Saúde uma nova técnica que promete mais rapidez no diagnóstico da dengue. Só este ano, 114 mil pessoas tiveram a doença. 
O método atual, que é a sorologia, permite com que o paciente faça o exame somente após sete dias com sintomas. Com o novo projeto, o sangue pode ser coletado após três dias, e o material recolhido é processado por um kit.

Esse novo exame, além de confirmar mais cedo o diagnóstico da dengue, também aponta o tipo do vírus que está circulando. Esse é um dos principais objetivos do Ministério da Saúde, pois após identificar o vírus, é possível direcionar com mais eficácia as ações de combate a dengue.

O kit ainda está em fase de pesquisa. Se sua eficácia for comprovada, os resultados poderão ser determinantes para mudanças nos diagnósticos. "Futuramente, podemos ter a tecnologia do Ministério da Saúde, distribuir esse kit individualizado e fazer a detecção precocemente", diz a coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Sayonara Carvalho.

De qualquer maneira, apesar de todas as pesquisas, a melhor forma de combater a dengue ainda é a prevenção. "Infelizmente, ainda tem gente que não faz a sua parte", afirma o agente de endemia José Luis Oliveira. 


Fonte: 
G1


Nossa opinião: Concordamos com tudo que foi esclarecido, porém, gostaríamos de dizer, o que, não foi dito: Todo o esforço para controlar a dengue, é o que mais deseja o povo, só que nada, ou pouco adianta, os esforços enveredados, se não houver seriedade no dia a dia, por parte das prefeituras no combate ao vetor Aedes aegypti, e também seriedade dos governos dos estados e federal, no apoio, estrutura e fiscalização destes entes federados. Fazemos um grande coro prático de apoio, à todas as ações neste sentido. Cadê por exemplo as UPAS(unidades de pronto atendimento à saude) em todos os municípios considerados críticos? Essas unidades podem promover a rápida hidratação, visto ser a desidratação do paciente com dengue, uma das maiores causas de morte, se não a maior. Portanto, já deu para perceber, que não se combate dengue, apenas com diagnóstico precoce, mas com várias ações articuladas, dentro e fora do município. Sendo assim, prefeitos, governadores e ministro da saude, vamos agir ainda mais, e deixar de blá, blá, blá! estamos aqui, para participar e ajudar!

sábado, 4 de abril de 2009

Lula, o Mais Popular do Mundo!

Texto transcrito do SintSaúde-Rj
www.sintsauderj.blogspot.com


Sábado, Abril 04, 2009


Em Londres, Obama diz que Lula é o político mais popular da Terra; veja o vídeo

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quinta-feira (2) em Londres que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva é o "político mais popular da Terra".

Obama fez o comentário em uma roda de líderes mundiais, pouco antes do início da reunião do G20, em uma sala de conferência do Excel Center, em Londres.

O encontro foi registrado em vídeo pela BBC, que mostra a cena em que os dois se cumprimentam. Assista aqui.

Obama troca um aperto de mãos com o presidente brasileiro, olha para o primeiro-ministro da Austrália, Kevin Rudd, e diz, apontando para Lula: "Esse é o cara! Eu adoro esse cara!".

Em seguida, enquanto Lula cumprimenta Rudd, Obama diz, novamente apontando para Lula : "Esse é o político mais popular da Terra".

Rudd aproveita a deixa e diz : "O mais popular político de longo mandato".
"É porque ele é boa pinta", acrescenta Obama.


Nossa Opinião: Temos escrito aqui em algumas oportunidades sobre o presidente Lula, e sempre afirmamos com orgulho: "Lula é o Cara! Políticos se liguem, o tempo passou...!