domingo, 17 de maio de 2009

Percevejo de Cama_Biologia e Controle.


por Julia Layton - traduzido por HowStuffWorks Brasil

Os percevejos estão de volta. Muitos de nós nem ao menos sabíamos que eles eram reais. Eles desapareceram dos Estados Unidos depois da década de 50, quando impregnar com DDT uma casa infestada era uma prática comum e bastante eficaz. O DDT, porém, foi proibido há algum tempo. Esse fato e o crescimento das viagens internacionais são as causas mais prováveis para o aumento constante da infestação por percevejos, principalmente em cidades grandes dos EUA, nos últimos 10 anos ou algo em torno disso.
Percevejo-de-cama, também conhecido como Cimex lectularius
Foto cedida CDC
Percevejo-de-cama, também conhecido como Cimex lectularius
Os percevejos-de-cama ou Cimex lectularius que se alimentam do sangue das pessoas, praticamente sempre existiram. Existem outras variações de percevejos que preferem se hospedar em animais, como pássaros ou morcegos. Eles são chamados de "percevejos-de-cama" porque se alimentam principalmente quando seu hospedeiro está dormindo; então, a área de dormir (uma cama ou sofá) é a mais comum para que esses pequenos insetos se alimentem, se escondam ou depositem seus ovos (até cinco por dia). Poltronas, cadeiras estofadas, estrados de cama, fendas nas paredes e molduras, pilhas de roupa, buracos no teto para lustres e praticamente qualquer área escura e protegida são, porém, ótimas moradias para os percevejos. Geralmente, eles costumam preferir madeira em vez de metal. Os adultos têm apenas 0,64 cm de comprimento e são bastante achatados, então podem entrar em quase qualquer lugar. Os mais novos dificilmente podem ser vistos a olho nu.


Foto cedida CDC

Os Cimex lectularius variam entre a cor bege e o castanho-alaranjado e não possuem asas. Os percevejos não conseguem voar, só podem rastejar de uma superfície para a outra. Se você encontrar percevejos se escondendo, digamos, atrás de uma moldura de quadro, eles irão correr rapidamente para outro esconderijo. Eles são rápidos, ágeis e adaptáveis. O percevejo tem uma camada externa em forma oval através da qual muitas vezes é possível ver o sangue de seu hospedeiro como um ponto escuro debaixo da superfície. Como muitos outros insetos, eles inserem uma extensão da "boca" parecida com uma seringa na pele do hospedeiro. Os percevejos-de-cama na verdade não têm preferência por uma parte específica do corpo: eles irão atacar qualquer parte exposta da pele. Pode levar algo em torno de três a dez minutos para que o percevejo fique satisfeito, e o hospedeiro quase nunca acorda enquanto está sendo picado. A picada deles é mais irritante do que realmente nociva, já que os percevejos-de-cama não transmitem doenças para os humanos. Quando eles perfuram a pele com seus aparelhos bucais para sugar sangue, porém, liberam um pouco de saliva na pele machucada, e com o passar do tempo a exposição constante à saliva pode resultar em uma reação alérgica a picadas. Na maioria das vezes, isso significa mais coceira e inchaço do que se você tivesse sido picado por um pernilongo, e alguns remédios anti-histamínicos ou antiinflamatórios encontrados nas farmácias geralmente são tudo de que você precisa para acabar com o desconforto. As picadas ou a exposição à saliva não provocam reações alérgicas em algumas pessoas.


As maneiras mais comuns de sofrer uma invasão de percevejos incluem pegá-los durante uma viagem e levá-los para casa dentro ou fora de uma mala ou roupa ou comprando móveis usados, em que percevejos estejam vivendo. Além disso, se o apartamento ao lado tem percevejos, quaisquer buracos de instalação elétrica ou rachaduras nas paredes podem deixá-los entrar em sua casa também. Percevejos adultos conseguem viver até um ano sem se alimentar; então, não há garantia de que o novo apartamento para onde você vai se mudar e que ficou vazio por seis meses estará livre desses pequenos insetos. Os percevejos não têm a ver com sujeira, pois se alimentam de sangue e não de lixo. A casa mais imaculada pode ter percevejos. Uma casa bagunçada, no entanto, oferece mais espaço para os percevejos se esconderem; então, limpar a bagunça é um dos primeiros passos para se livrar de um problema com percevejos, o que não é uma tarefa simples.

O primeiro passo é confirmar se o que você tem em sua casa realmente é percevejo. A picada dele se parece muito com a de um pernilongo; então você (ou um profissional de dedetização) precisa encontrar um dos insetos ofensivos e compará-lo com uma boa foto de um percevejo antes de começar a planejar a irradicação. (Veja Universidade de Entomologia de Kentucky: Percevejos para encontrar uma boa fonte de imagens. Em inglês) Outra descoberta positiva são fezes com cor de ferrugem dos percevejos e peles encontradas nas dobras de lençóis, nas costuras do colchão ou em qualquer lugar que os insetos se sintam à vontade.

Quando confirmar que realmente são percevejos, o processo de erradicação começa. Ele não é simples e é quase certo que você irá preferir chamar um dedetizador profissional, de preferência um que tenha experiência em lidar com percevejos. Os percevejos são pequenos e astutos, e os pesticidas mais eficazes contra eles não são mais considerados seguros; então, os dedetizadores precisam usar uma combinação de opções menos eficazes para conseguir livrar sua casa dos pequenos parasitas. Alguns dos tratamentos contra percevejos incluem:

  • exposição prolongada a temperaturas acima de 49ºC ou abaixo de 0ºC;
  • aspiração de todos os carpetes, móveis estofados e rachaduras na madeira e mofo;
  • lavagem dos tecidos atingidos (roupas, roupas de cama etc.);
  • embalar o colchão infectado com plástico (para sufocar os insetos);
  • inseticidas em pó, que costumam conter vidro moído ou pó de sílica e agem como abrasivos e agentes secantes para matar os insetos devagar;
  • inseticidas de contato, que matam instantaneamente e costumam conter piretróide ou clorfenapir;
  • inseticidas que prejudicam a capacidade de reprodução dos percevejos, mas não necessariamente os matam (reguladores de crescimento de insetos);
  • fumigação de toda a estrutura usando gás venenoso;
Iscas e armadilhas tradicionais não funcionam com esse tipo de inseto; então, acabar com a infestação em sua casa irá exigir empenho. Você não precisa necessariamente se livrar da cama ou do sofá se esses forem os lugares que eles decidiram chamar de casa, já que calor ou sufocamento podem acabar com o problema. Desfazer-se desses itens pode, porém, ser uma opção se você realmente quiser ver sua casa livre de percevejos, e não apenas livre de percevejos vivos. Se você se livrar dos móveis infestados, não coloque-os simplesmente na esquina, onde qualquer um com um carro grande possa pegar seu lindo sofá e também sofrer com uma infestação de percevejos. É melhor colocá-lo em uma caçamba de lixo ou pelo menos danificá-lo de alguma forma que impeça as pessoas de quererem levá-lo para casa.


Fonte: www.ciencia.hsw.uol.com.br


www.saudeevidanatura.com.br

Nenhum comentário: