quarta-feira, 23 de junho de 2010

ALERJ E CÂMARA DE VEREADORES DE NITERÓI VÃO DISCUTIR ANDAMENTO DO PAC.


As comissões especiais de Acompanhamento das Obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Assembleia Legislativa do Rio e da Câmara de Vereadores de Niterói vão realizar uma audiência pública no dia 1º de julho, às 20h, na Casa Legislativa niteroiense, para discutir o andamento das obras nas comunidades Vila Ipiranga (Fonseca), Capim Melado (Ititioca) e Morro da Cocada (Pendotiba). O anúncio foi feito nesta quarta-feira (23/06), durante reunião entre o presidente da comissão da Alerj, deputado Rodrigo Neves (PT), o presidente da comissão da Câmara, vereador Waldeck Carneiro (PT), e moradores da Vila Ipiranga. "Apesar de os recursos já estarem liberados pelo Governo federal, as obras na Vila Ipiranga, que deviam ter terminado em 2009, não avançaram mais que 17% do cronograma inicial. No Capim Melado, que é vizinho ao Morro do Bumba, as intervenções sequer começaram, e, no Morro da Cocada, que tinha prazo de conclusão para 2008, não há nem 70% do cronograma de obras executados", argumentou o parlamentar.

No encontro, Neves ouviu moradores que denunciaram a paralisação das obras do PAC na Vila Ipiranga e apresentaram diversas reclamações, como a de que a empreiteira responsável teria abandonado o local. "A empresa largou a obra, deixando o material na rua, inclusive vergalhões, que oferecem risco aos moradores. Ao invés de melhorar a qualidade de vida da comunidade, as intervenções feitas pela empreiteira contratada pela Prefeitura pioraram ainda mais a infraestrutura. Há lugares que tinham abastecimento de água e agora não, o esgoto está voltando para dentro de muitas casas, causando doenças nas pessoas. Já fizemos várias cartas endereçadas à Prefeitura, mas não vem ninguém aqui, ninguém explica nada para a gente. As reuniões com a equipe social do projeto são de fachada, pois eles não ouvem as demandas das comunidades", reclamou o presidente do Centro Pró-Melhoramento da Vila Ipiranga, Celso Santos.

Membro da Liderança Jovem Comunitária (LJC) da Vila Ipiranga, Eduardo Costa entregou ao deputado Rodrigo Neves uma solicitação para que as obras na comunidade passem a ser executadas pelo Governo do estado. "Esta é uma situação absurda e vamos promover a audiência para fazer a denúncia formal ao Ministério das Cidades e à Caixa Econômica Federal, e encaminhar a proposta para o Governo estadual assumir essas obras", informou. A audiência do PAC em Niterói contará com a participação de representantes do Ministério das Cidades e da Caixa. A Câmara de Vereadores de Niterói fica na Avenida Ernani do Amaral Peixoto 625, Centro de Niterói.

Nossa Opinião: Parabéns Eduardo Costa pela postura e determinação nos rumos da sua comunidade. São de jóvens assim que a sociedade precisa, para que tenhamos administradores sérios, pois são eles os responsáveis(ou irresponsáveis) pelas tomadas ou não de decisões, que precisam visar sempre o bem estar da população que os elegeu para realizarem trabalho sério, não a safadeza (guardando-se evidentemente as devidas proporções) que vemos no Estado do Rio de Janeiro. Só uma pergunta não quer se calar: E as pessoas que milagrosamente sobreviveram a tragédia do Morro do Bumba, como e onde estão agora? Com a palavra o MP e prefeito de Niterói, Jorge Roberto Silveira.

2 comentários:

José Antonio disse...

Nada foi concluido realmente no Morro da Cocada, temos ruas por abrir, temos muros para fazer, temos retorno para fazer, temos rio para dragar e fazer contenção entre outras irregularidades, como suspeita de desvio de material. Gostariamos de estar recebendo algum responsavel legal para estar esclarecendo para a população o que realmente está acontecendo.

biologocarlossimas disse...

José Antônio, esses picaretas deveriam responder sim, à vocês, e principalmente na forma da lei, pois a população merece e exige respeito. Estamos juntos e vamos encaminhar sua queixa, pois já passou da hora de resolverem definitivamente essa questão. Abraço!

Biólogo Ambiental Carlos Simas