quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Água de Reúso - Um Ótimo Negócio Ambiental.




                          ETAR - PROLAGOS - BÚZIOS-RJ.

            Crédito da Foto: PROLAGOS




                          Crédito da Foto: PROLAGOS



O passivo (degradação) ambiental é sempre visto de forma negativa, algo que incomoda e que precisa ser eliminado o quanto antes. Porém, sempre é possível não apenas resolver o problema, mas também tirar proveito da situação e até mesmo gerar com ela, ganhos reais para toda sociedade.

                        Crédito da Foto: Carlos Simas




Um bom exemplo é a venda da água de reúso, uma situação que está prestes a se tornar realidade de uma indústria em Guarulhos-SP, que decidiu tratar e reutilizar o esgoto sanitário gerado por seus 400 funcionários. A água de reúso abastece as descargas de banheiros, a irrigação de pátios e jardins e o processo de resfriamento na linha de produção. Graças a esse reaproveitamento o consumo de água potável foi reduzido em 40% e passou de 120 mil litros por dia para somente 72 mil litros.


A água de reúso é produzida dentro das Estações de Tratamento de Esgoto e pode ser utilizada para inúmeras finalidades, como geração de energia, refrigeração de equipamentos, aproveitamento nos processos industriais e limpeza de ruas e praças.




A importância da água de reúso.



O uso responsável da água é fundamental não somente nas regiões metropolitanas, mas em todo o mundo. Cada litro de água de reúso utilizado representa um litro de água conservada em nossos mananciais. 


O assunto é tão importante que faz parte da Estratégia Global para Administração da Qualidade das Águas, proposta pela ONU, para preservação do meio ambiente. É uma maneira inteligente e capaz de assegurar que as gerações futuras tenham acesso a esse recurso tão precioso e essencial à vida: a água potável.


Algumas técnicas de reúso da água já são bastante utilizadas. A maioria dos esgotos produzidos nas cidades brasileiras (e do resto do mundo) é reutilizado através do tratamento em Estações de Tratamento de Efluentes (ETE). Depois deste tratamento a água, que ainda não é potável, já pode ser devolvida a algum corpo da água onde volta a incorporar ao ciclo hidrológico e vai sendo mais depurada aos poucos.

A jusante do corpo d’água esta água, agora depurada pelo rio, com toda a certeza será novamente captada por alguma Estação de Tratamento de Água  (ETA), que torna a água potável novamente para ser consumida pelo homem.

Esta água que sai das ETEs poderia muito bem ser utilizada para lavagem de ruas, praças, regar jardins e mesmo para substituir cerca de 40% da água potável consumida nas casas. O problema é que isso implicaria na instalação de mais um sistema de distribuição de água paralelo ao que já existe para água potável, elevando os custos.


Como podemos gerar água de reúso em nossas casas:


De fato, para que a água possa ser reutilizada nas residências em quantidades significativas são necessárias adaptações que exigem algum investimento, mas que vale muito a pena, até em relação à enorme redução que haverá certamente na conta d, água mensal.

Por exemplo, a água de chuveiros e aquela utilizada para lavar louça ou mesmo a roupa, poderia ser reutilizada para dar descarga nos vasos sanitários, necessitando apenas de uma limpeza simples, que pode ser feita por decantação e desinfecção com cloro.

Seria necessária apenas a construção de um reservatório para o acúmulo desta água, e de uma caixa de areia para decantação, um clorador e uma bomba que levaria a água do reservatório para o local de uso.

Agora, aquela enorme quantidade de água que se usa normalmente para a lavagem de roupas e que se costumar jogar fora ao final do serviço, não faça mais isso, pois está contribuindo para a escassez de água, que fatalmente atingirá sua própria família em breve, mas também está jogando seu dinheiro da conta mensal de água bueiro abaixo.

Eu mesmo fiz o seguinte há quase dez anos: Comprei dois galões de plástico, desses de 80-100 litros e todo vez que lavamos nossas roupas a água da máquina é jogada nestes galões e depois reaproveitada para regar plantas, lavar calçadas, etc. Minha conta d, água baixou muito e, principalmente nos sentimos fazendo nossa parte para um planeta sustentável. Faça sua parte também!

Nas indústrias, as técnicas para reuso da água já são mais difundidas e desenvolvidas pelo fato de existir um interesse e uma capacidade de investimento maior.

FONTE DO ARTIGO:
SABESP


Nossa Opinião:


Como se pode notar, muito se pode fazer para que evitemos o agravamento da crise hídrica aonde vivemos, o que fatalmente ocorrerá, em médio e longo prazo, caso não façamos AGORA a nossa parte.

Acostumamos no Brasil a achar que a água (que é bem finito e escasso) era inesgotável e de graça. Tanto que me lembro de ainda criança, ouvir adultos de bom coração dizer:

“Não se nega um copo d,água a ninguém, pois água é de graça”.

Apesar da boa intenção que tinham, esse pensamento permeava a vida e por isso nos acostumamos, até os dias atuais a esbanjar água, que agora por vários motivos de ordem ambiental, se exaure e chegamos à grave crise hídrica no Brasil.

Em Búzios no Bairro de São José, foi inaugurado há alguns meses uma suposta Estação de tratamento de reúso de água da Concessionária Prolagos. O que cabe perguntar é o seguinte:O que tem sido feito de fato? Já existe água de reúso disponível e caso haja, o serviço já é empregado na cidade? Em que modalidades? A Prefeitura de Búzios é usuário do serviço? Em que áreas da cidade?

A sociedade organizada precisa fazer sua parte e também cobrar do gestor público que faça a sua e fazendo dê publicidade, até porque é norma constitucional.
Fato é que a reutilização da água é ótimo negócio ambiental, é a palavra de ordem da atualidade.

Portanto, que reutilizemos todos os recursos ambientais possíveis e, sobretudo a água, que é bem finito e já escasso no planeta.


Biólogo Ambiental Carlos Simas


Gostou deste artigo? Então divulgue nas Redes Sociais.
Curta nossa Fan Page no Facebook e ajude a divulgação dessa proposta:

https://www.facebook.com/www.biologocarlossimas?ref=bookmarks


Nenhum comentário: